Caminhos do Gólgota – A Paixão de Cristo do Conjunto Ceará

Caminhos do Gólgota – A Paixão de Cristo do Conjunto Ceará

Caminhos do Gólgota – A Paixão de Cristo é um espetáculo cênico, tendo como enredo a Doutrinação, Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo, encenado desde 1984 na Semana Santa na cidade de Fortaleza. Em 2017 serão celebrados 33 anos de apresentações em sua 34ª temporada. Essa longevidade o fez o espetáculo do gênero mais antigo da cidade de Fortaleza, ininterrupto.

Com apresentações principais no Conjunto Ceará, o espetáculo também é levado ao bairro Barroso II, e comunidade do Jangurussu. Regiões consideradas de baixo índice de desenvolvimento humano – IDH e com poucas oportunidades de participação em eventos culturais.

Com entrada franca, ao ar livre, o espetáculo ocorre em apresentações com duração de duas horas e meia. Um público de 20 mil pessoas é o esperado nas apresentações. Também, já virou costume como parte do projeto de mídia, na tarde da quinta-feira santa, ser encenada uma Via Sacra na Praça do Ferreira para os transeuntes, como mecanismo de divulgação do espetáculo e seus patrocinadores.

O elenco do espetáculo com mais de 100 integrantes é composto por atores profissionais, conjuntamente com atores amadores descobertos através da formação artística e cultural de jovens entre 15 a 25 anos, através de oficinas destinadas a alunos das escolas públicas do bairro Conjunto Ceará e das demais comunidades onde ocorrerão as apresentações somados a dois grupos de idosos, que também passam por uma formação.

Esses segmentos, jovens da periferia e idosos, de certa forma, estão sendo discriminados e vitimados pela exclusão socioeconômica no passado ou no presente. Em uma ação afirmativa preventiva em favor desses indivíduos que, potencialmente são discriminados, vem o projeto promover o acesso à cultura e/ou no reconhecimento cultural.

Nas oficinas, que compõem o projeto, são desenvolvidas técnicas teatrais, de expressão corporal, de impostação, técnica vocal e de interpretação, assim como introdução à história do teatro, despertando e valorizando os talentos artísticos dos jovens, alicerçando a ascensão social com os atributos da Arte Cênica, bem como ampliando o horizonte dos jovens, a visão de mundo, da comunidade e, até mesmo, para entretenimento. Os resultados são animadores na medida em que muitos jovens acabam por descobrir talentos que a eles eram antes ocultos e, ao final, em maioria, participam do elenco do espetáculo e, ao mesmo tempo, implementam seus próprios projetos de desenvolvimento escolar ou comunitário.

O trabalho desenvolvido com os jovens estudantes para a formação artística e a formação de plateia na periferia de Fortaleza são elementos de inquestionável valor, mas a participação preferencial de empreendedores da região na prestação de serviços de construção de cenários, elaboração de figurino, objetos cênicos, locação de equipamentos e mão de obra para a realização do Espetáculo, fortalece eixos produtivos e incentiva a cooperação empresarial e produtiva local e outros processos de geração de renda.


JUSTIFICATIVA

Pelo 33º ano consecutivo, pois a primeira apresentação ocorreu em 1984, o Espetáculo Cênico Caminhos do Gólgota – A Paixão de Cristo, que é considerado o mais antigo ininterrupto da Cidade de Fortaleza, mais uma vez, será realizado em sua plenitude e grandeza para um público formado não só pelas comunidades que prestigiam há anos o evento, mas por espectadores de toda Fortaleza e municípios vizinhos, como Caucaia e Maracanaú. A realização do espetáculo proporcionará, através do fascínio das Artes Cênicas, uma contribuição para o desenvolvimento de crianças, jovens, adultos e idosos, mediante a inclusão desses nos meios culturais, que normalmente não possuem acesso, incrementando o desenvolvimento e a formação de plateia.

O Espetáculo é visto como um empreendimento cultural na comunidade, pois gera oportunidade de renda, não só para atores, atrizes, coreógrafos, iluminadores e demais profissionais das Artes Cênicas, a maioria do bairro, mas também para costureiros, artesãos, pintores, carpinteiros e seguranças.

Outro importante objetivo do projeto é o implemento à formação artística e cultural de jovens, entre 15 e 25 anos, através de oficinas promovidas para alunos das escolas públicas do bairro, onde são desenvolvidas técnicas teatrais, de expressão corporal, de impostação, técnica vocal e de interpretação, assim como introdução à história do teatro, despertando e valorizando os talentos artísticos dos jovens, alicerçando a ascensão social com os atributos da Arte Cênica, bem como ampliando o horizonte dos jovens, a visão de mundo da comunidade e até mesmo para entretenimento.

OBJETIVO GERAL

Promover e estimular as artes cênicas, através da inclusão nos meios culturais, que normalmente a maioria das pessoas não possui acesso, incrementando o desenvolvimento e a formação de plateia e estimulando o empreendedorismo cultural e o mercado para atores, através da montagem e apresentação do Espetáculo Cênico sacro Caminhos do Gólgota – A Paixão de Cristo.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

I – Democratizar a cultura mediante igualdade de oportunidades ao acesso e fruição de bens, produtos e serviços culturais, bem como ao exercício de atividades profissionais.

IIDocumentar, divulgar e valorizar a cultura popular da região presente no período pascal, preservando a sua memória;

IIIFortalecer as manifestações populares em suas mais diversas formas de expressão;

IVPropiciar a inclusão de profissionais de artes cênicas da região no processo de criação e produção teatral e formação de plateia;

VIncentivar e divulgar as atividades culturais para jovens de diferentes comunidades, através da realização de oficinas de teatro, música e dança;

VIFomentar um Plano de Mídia voltado para o enaltecimento dos parceiros e apoiadores do projeto.

VIIDesenvolver as ações sustentadas pelos princípios da autonomia, do protagonismo e do emponderamento social.

VIIIPromover uma gestão compartilhada e transformadora das ações e recursos do projeto.

IXImplementar as atividades do Centro Cultural da comunidade.

XAtravés da cultura, abrir horizontes e chamar à reflexão, permeando caminhos para solução de problemas do cotidiano.

XI – Implementar ações afirmativas junto aos segmentos jovens da periferia e idosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *